Primeiro dia do Ciber.Comunica 3.0

14 de maio de 2008 às 7:22 AM | Publicado em Comunicação | 3 Comentários
Tags:

Começou hoje (13/05) o ciclo de palestras do Ciber.Comunica. Neste primeiro dia tivemos a presença de André Lemos e Adelino Mont`Alverne. Alunos das Faculdades Jorge Amado e da Faculdade da Cidade marcaram presença no evento, lotando o auditório Zélia Gattai. Um resumo do que tivemos:

André Lemos (Mídias Locativas e Comunicação): Começou seu discurso ás 20:00 horas. Era o palestrante e ao mesmo tempo o exemplo vivo do tema que iria discutir: via Skype, diretamente do Canadá, falou de mídias locativas, territórios informacionais, lugares que não se dissolvem em “não-lugares”, a “importância do lugar”. Demonstrou como “pela primeira vez na historia da humanidade, podemos transmitir qualquer coisa para qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo”.

Explicou conceitos como “função massiva” (o fluxo centralizado de informação, com o controle editorial do pólo da emissão) e “função pós-massiva” (onde qualquer um pode produzir informação, liberando o pólo da emissão). Um dos momentos mais interessantes foi seu conceito de “lugar como fluxo”, onde defende o lugar como fluxo de informações e de pessoas, e não como enraizamento permanente e identitário. Discorreu ainda sobre zonas wi-fi, blogs, twitters, realidade aumentada, anotações urbanas, usos temporários do espaço.

Adelino Mon`Alverne (Comunicação, tecnologia móvel e publicidade): Em tempos de pólos de emissão liberados, qual seria o horário nobre para as pessoas? Segundo Adelino, é necessário formar um novo conceito de horário nobre. O difícil está em dominar um campo que começa a dar seus primeiros passos agora. O publicitário destacou os usos imprevistos do celular: dependendo do contexto, as pessoas se apropriam da tecnologia de formas diversas. Alertou para a saturação dos formatos de propaganda. A internet móvel trouxe as mesmas indagações e sensações de descontrole como no inicio da popularização da grande rede há dez anos. A hipercomunicação impera e é um dos grandes desafios para os profissionais da publicidade. Em outras palavras, ainda não se tem um padrão de publicidade para as tecnologias móveis.

 

 

 

 

 

 

André Lemos: “Todas as novas emissões só fazem sentido com a mobilidade”.

 

 

 

 

 

 

Adelino Mont’Alverne: Comunicação, tecnologia móvel e publicidade

 

Auditório Zélia Gattai: videoconferência de André Lemos.

 

 

 

 

 

 

Aluno registra no celular, momentos da palestra.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.